Logo



Posts Recentes



28 agosto 2017

Londres é nossa! - Sarra Manning

    Uma divertida e acelerada carta de amor a Londres, a garotos e a alucinantes noites em claro. Sunny sempre foi um pouco ingênua, até meio molenga. Mas quando recebe a foto de seu namorado beijando outra garota em seu celular, ela sabe exatamente o que fazer: encontrá-lo e terminar tudo. Só que... será que Mark não tem uma explicação para isso tudo? Eles estavam indo tão bem... Agora, Sunny precisa achar o rapaz em pleno sábado à noite em uma das cidades mais movimentadas do mundo. O que antes parecia uma tarefa simples virou uma verdadeira corrida maluca por Londres. No caminho, Sunny conhece um condutor de riquixá, grupo de dragqueens, sua banda girl power favorita e, principalmente, os Goddard – os gêmeos (primos) franceses mais misteriosos e descolados de Londres.

   Londres é nossa conta a história de Sunny e como ela e Mark... terminaram. Após receber uma foto muito clara de traição, Sunny não quer se precipitar e decide dar uma chance para Mark se explicar. Afinal, os dois tinham muitos planos para o futuro, o melhor era averiguar bem antes de fazer qualquer coisa, não é?
   A partir disso, Sunny sai em uma aventura que parece que não vai acabar, ao redor de Londres para encontrar Mark e conversar. Com a ajuda dos Goddard, os primos franceses mais legais que ela poderia encontrar, ela passa por diversas situações malucas, inusitadas, e percebe o quanto Londres pode ser cheia de oportunidades e que ela pode, sim, ficar muito bem, independente de Mark!
   Com uma protagonista belíssima, cabelo black power, eu só posso dizer que um dos pontos mais positivos desse livro é justamente a Sunny. Quantas vezes você já leu algum livro com protagonistas negros? Pois é, não muitos, não é mesmo? Mas, Sunny não pode ser definida por isso, ela é MUITO mais do que uma protagonista negra, ela é uma menina que cresce muito durante o livro, que se mostra uma aventureira e muitas vezes ousada. No início é um tanto quanto imatura e inocente, mas nós acabamos entendendo e vibrando com a maturidade que ela vai adquirindo durante o livro.
    Mas, apesar de uma personagem cativante e uma ambientação incrível (já que eu AMO a Inglaterra, quem me conhece sabe bem), não foi um livro que me conquistou. Por mais que muitas pessoas o retratem como uma leitura rápida, fluída, pra mim na verdade foi bastante cansativa, arrastada, demorada... infelizmente. Essa sensação foi uma mistura da narrativa da autora com o que eu acho que pode ser nomeado como "eu não estava no clima de um livro assim". Eu sei, essa parte não é culpa da narrativa e sim totalmente minha, é por isso que não vamos considerar muito. 
   O que pegou é que um livro com essa protagonista, um cenário tão maravilhoso e um draminha comum, poderia ser um tanto quanto mais "adulto" no que se refere ao modo de escrita. As vezes achei tão infantilizada e inocente as listinhas que Sunny coloca durante o livro que fiquei extremamente incomodada. Além disso, achei os diálogos fracos, com pouca emoção e, sinceramente, minha vontade era de pular tudo e ir só para o que se referia aos bairros e pontos turísticos de Londres. 
   No entanto, devo dar os parabéns para a autora que também colocou personagens LGBT na história, o que deixou aquelas partes muito mais divertidas e interessantes. Sempre temos que dar os parabéns quando alguém dá visibilidade para esses personagens, então não poderia deixar de falar. 
   Por fim, devo dizer que fico triste por "Londres é nossa!" ter sido uma decepção, justamente por eu amar o local, acabei depositando uma expectativa maior em cima do livro. Talvez se você o ler sem pretensão alguma, pode acabar gostando do resultado. Vou torcer pra que sua experiência seja essa. 



4 comentários:

  1. Oi Kath!
    Que pena que o livro não te agradou. Eu nunca ouvi falar dele, então realmente não sei bem o que esperar, mas essa coisa de ter muitos pontos negativos no meio de tantos positivos também acaba desanimando um pouco não?
    Mas nem sempre podemos gostar de tudo, certo?
    Adorei o fato da protagonista ser negra, realmente é algo difícil de se encontrar, infelizmente. Isso deve dar um charme ao livro, mas eu não sei se leria pelo enredo. Essas historias com nomes de lugares no titulo nunca me prenderam a atenção... Mas quem sabe!
    Beijos

    www.blogleituravirtual.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Parece ser um livro muito fofinho, a julgar pela capa. Que pena que não te cativou tanto assim :/
    Beijos,
    Meise Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? É uma pena que tenha se decepcionado com o livro, é muito chato quando isso acontece... esperamos demais de uma história e acabamos se decepcionando pra caramba. De qualquer forma, adorei sua resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras / Sorteio "O gnomo Elias"

    ResponderExcluir
  4. Oi Kath! Tudo bem?

    Não conhecia o livro, mas gostei da premissa e principalmente por ter uma protagonista negra. Realmente é bem difícil nos depararmos com uma personagem assim nos livros. Sobre os outros personagens LGBT também achei bem interessante. Que pena que a história geral te decepcionou! Infelizmente isso as vezes acontece.

    Beijos

    Vivian

    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover