Logo



Posts Recentes



09 janeiro 2017

O garoto do cachecol vermelho - Ana Beatriz Brandão

Uma história comovente, recheada de drama, suspense e romance. Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho... 

   Existem pessoas que entram na nossa vida para fazer diferença. Para nos fazer enxergar o mundo de outra maneira e repensar em muitas de nossas atitudes e pensamentos. Para Mel, Daniel foi essa pessoa que abriu seus olhos e a fez perceber que o mundo não girava em torno dela e do que ela desejava.
   Daniel é um artista, um jovem encantador, simpático, sensível... um perfeito clichê apaixonante. Quando a vida dele cruza com a de Mel tudo muda e parece que nada vai fazer com que seus caminhos deixem de estar lado a lado. A garota é mimada, mas ele vê potencial por baixo de toda aquela mesquice existia uma garota forte, determinada, boa de coração e que só está cansada de se sentir tão só, já que o pai faleceu e a mãe médica viaja tanto a trabalho.
   Claro que Melissa não é lá muito receptiva a qualquer tipo de ajuda, afinal, que tipo de problema ela teria? Já que ela era rica, linda, talentosa e logo logo iria se ver longe daquela faculdade para finalmente cursar na Julliard, seu grande sonho. Quem, afinal, aquele garoto que usava cachecol em pleno verão e pichava muros por aí, achava que era para querer mudar Mel de alguma forma? Mas, por mais que ela o odiasse, suas rotinas sempre acabavam se cruzando, mesmo com esses encontros acabando em briga.
   Aos poucos, como era de se esperar, Mel vai se deixando transformar por esse garoto bondoso. Aos poucos. Bem aos poucos mesmo! hahaha Só que o livro não se basta nisso, em transformar uma pessoa arrogante em alguém melhor para si e para os outros. "O garoto do cachecol vermelho" é um livro com tramas tão mais profundas que eu jamais imaginei encontrar nesse livro. Porque não adianta, né? A gente sempre acaba julgando pela capa. E com essa capa tão linda, delicada... eu  só pude esperar um romance leve e gostoso de ler. Sem dramas, sem reflexão... e que engano foi esse!
   O livro é narrado pelo ponto de vista da Mel, o que fez com que o começo me deixasse com muita, muita raiva da protagonista e quase que sem vontade de continuar a leitura. Juro pra vocês. Acontece que Mel é uma daquelas típicas patricinhas de filme americano, mas ao contrário de você as adorar, como é meu caso de amor por Regina George, por exemplo, a gente odeia e odeia muito. Os pensamentos de Mel eram os que mais em incomodavam, com opiniões para lá de preconceituosas, minha vontade era de dar um tapa na cara da personagem pra ver se ela tomava juízo e virava gente... ainda bem que Daniel foi um pouco mais delicado do que eu seria! hahaha
   Esse é o primeiro romance da Ana Beatriz Brandão, que já tem outros livros publicados, e ela já começou arrasando. Foi uma leitura ótima apesar de possuir uma personagem não tão cativante, acho que no fim das contas o Daniel compensou por tudo isso. Minha vontade era de ler um livro narrado pelo ponto de vista dele, com certeza ele seria um personagem profundo para explorar, fica a dica aí, Ana!
   Sou muito fã de livros onde os personagens vão amadurecendo durante a história, isso sempre me faz pensar que as pessoas mudam, e você sempre tem a possibilidade de ser hoje, alguém melhor do que era ontem. Acompanhar o amadurecimento de Melissa foi muito bom, ainda mais porque ela se mostrava uma pessoa que tinha muito o que aprender sobre o mundo. Adorei a experiência e acredito que você também vai gostar dessa leitura gostosa e que não tem nada de clichê e romancezinho água com açúcar. Se prepare para se emocionar e para pensar muito, muito na pessoa que você quer ser.


2 comentários:

  1. Olá!
    Nunca tinha visto uma resenha sobre esse livro, que capa mais maravilhosa! Não é meu tipo favorito de história, mas parece bem interessante, acho legal acompanhar o amadurecimento de uma personagem :D Só deve ter sido difícil aguentar essa protagonista no início, né? Hehe

    Beijo,
    (letitbela.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isa!
      É o que mais gosto nesse tipo de história, ver os personagens mudando conforme passa o tempo... Mas SIMMMM, foi realmente difícil aguentá-la D: hahaha
      Beijosss

      Excluir

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover