Logo



Posts Recentes



14 janeiro 2017

A Nona Vida de Louis Drax - Liz Jensen

      Louis Drax não é um menino comum. Embora seja inteligente e precoce como algumas crianças da sua idade, todo ano ele sofre algo terrível e misterioso que ameaça tirar sua vida. Sua mãe, com quem mora em uma cidade do interior da França, vive em pânico constante. Seu psicólogo se vê perplexo diante desse fenômeno. Prestes a completar 9 anos, dotado de uma imaginação mórbida, o garoto está sempre entre a vida e a morte.
    Em um piquenique com a família para comemorar seu aniversário, Louis acaba caindo de um penhasco. Dado como morto, volta milagrosamente à vida, mas entra em coma profundo. Apesar de ter sobrevivido, sua família é devastada: o pai simplesmente desaparece, a mãe fica em estado de choque. Sua única chance de recuperação é o Dr. Pascal Dannachet, neurologista especializado em pacientes comatosos.
     O caso do menino se torna um desafio para o médico, e ele logo se vê arrastado para o universo sombrio de Louis, envolto pelas intrigantes circunstâncias de seu acidente. Será que a queda foi mesmo acidental? O pai teria mesmo sido o responsável, como a mãe relatou à polícia? Apenas Louis detém as respostas, mas ele não pode se comunicar. Ou pode?

      Louis Drax é um menino que vive sofrendo acidentes que quase o levam à morte. Além disso, em casa, seus pais vivem em desarmonia e, na escola, ele é apontado como uma criança perturbada. Isolado no seu mundo, com suas regras secretas, Louis vai vivendo sua vida que ele considera normal.
    No seu aniversário de 9 anos, parecia que tudo se encaminhava para uma melhora. Seus pais pareciam mais felizes e o levaram a um piquenique. O único problema é que o piquenique era à beira de um penhasco. Após uma briga dos pais, Louis acaba caindo do penhasco em um rio que corre lá embaixo. Quando a polícia chega ao local, o pai de Louis, Pierre, está desaparecido e a mãe, Natalie, aos prantos.
     Inesperadamente, o corpo de Louis é encontrado e levado às pressas para o hospital. Lá, ele é dado como morto, mas volta à vida milagrosamente, voltando em um coma profundo. Devido ao seu novo estado e ao erro do médico, Louis é transferido para a clínica onde trabalha o Dr. Pascal Dannachet, especialista em coma, muito otimista e esperançoso, que aposta em tipos diferentes de intervenções além dos tratamentos comuns.
     O trabalho do Dr. Dannachet era somente trazer Louis de volta, mas tudo fica mais complicado conforme ele se envolve mais com o menino e sua mãe. Ao mesmo tempo, a polícia vive num impasse, uma vez que as únicas pessoas capazes de explicar o misterioso acidente são Louis, que está em coma, seu pai, que está desaparecido e é dado como fugitivo, e sua mãe, que diz não ter visto o acontecido. Em meio a isso, o médico se torna cada vez mais importante tanto na investigação do acidente, quanto na da vida do garoto.
     E enquanto as coisas acontecem lá fora, é mostrado o que se passa dentro da cabeça de Louis, tanto durante o coma quanto antes disso, mostrando, inclusive, a influência do mundo exterior em seu coma.

     Comecei a ler esse livro no início de dezembro, mas custei muito a engrenar. Achei a história meio confusa e maçante no início por causa dos poucos acontecimentos. Só lá na página 100, mais ou menos, é que deu uma reviravolta e a história se tornou interessante. Muito interessante, por sinal. Devorei o livro depois desse ponto.
    O livro é narrado em primeira pessoa, algumas partes por Louis e outras pelo Dr. Dannachet. Ambos retratam os seus pensamentos e os acontecimentos exteriores do seu ponto de vista, que são bem diferentes, tendo em vista que um é adulto, médico respeitado e o outro é uma criança tachada como problemática. Os capítulos não seguem uma ordem. Alguns são curtos, outros longos. A narrativa não é tão simples, mas também não é nada rebuscada.
     O livro tem suspenses e reviravoltas. Isso porque a cada parte do livro que se lê, você vê cada personagem de um jeito diferente do anterior. O livro também é recheado de emoção, principalmente no final, que é um dos mais emocionantes que eu já li. A melhor parte, na minha opinião, é a visão de Louis sobre a sua criação, sobre o que lhe foi ensinado. A inocência característica das crianças que o leva à loucura e psicopatia.
     E, apesar do começo desinteressante, o colocaria facilmente nas melhores leituras do ano de 2016 se tivesse terminado ainda ano passado. Quem sabe ele não aparece nas de 2017?

     "A Nona Vida de Louis Drax" foi adaptado para o cinema em 2016 e conta com a participação de Jamie Dornan (Cinquenta Tons de Cinza) e Aaron Paul (Breaking Bad e Need For Speed - o Filme).

Post pelo colaborador: João Victor Krüger

5 comentários:

  1. Oi Kath e João!
    Que resenha!!! Digam-me uma coisinha, porque fiquei curiosa: qual é o segredo de vocês para encontrarem essas sinopses tão boas? Adoro todos os livros que citam aqui!!! Haja tempo e dinheiro pra isso! haha
    Vou colocar na minha lista e procurar conhecer!! Parabéns, a resenha está fantástica!
    Beijos
    www.blogleituravirtual.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahhahaha são esses catálogos maravilhosos que as editoras mandam, Marina! Ficamos loucos na hora de escolher! Além disso, somos verdadeiros ratos de livraria, então sempre passamos muuuito tempo dando uma olhada nos livros, achando os que gostamos... e voltamos de mão vazia mas com uma listinha gigante pra procurar por preços melhores na internet! hahaha
      E você acaba gostando dos livros porque temos os gostos muito parecidoss, o que com certeza me faz acreditar muito nas suas indicações também! <3 haha
      Beijão, querida!!

      Excluir
    2. Olá, Marina

      É exatamente isso que a Kathleen falou. Nos catálogos que as editoras mandam sempre tem livros ótimos, todo dia damos olhadas nos sites e entramos numa livraria e num sebo sempre que dá shaushau. E tempo e dinheiro é uma coisa escassa pra ler tudo que queremos, falta tudo isso kkk.
      E obrigado hahaha.

      Beeijos.

      Excluir
  2. Oi João! Eu lembro que fiquei curiosa sobre esse livro na época do lançamento, principalmente por causa do filme! Bom saber que o começo pode não ser tão bom, mas que depois melhora!

    Adorei a resenha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi.

      E eu só fiquei sabendo que tinha o filme porque tava escrito na orelha do livro shauhsua. O engraçado é que o filme não passou nos principais cinemas aqui da nossa cidade, apenas em um mais alternativo =/ Mas enfim, se fores perseverante no livro, ele vale a pena sim hahaha. E obrigadoo.

      Beijoss.

      Excluir

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover