Logo



Posts Recentes



22 dezembro 2016

Garotas de vestido branco - Jennifer Close

Isabella, Mary e Lauren sentem que todos os seus amigos estão se casando. Domingo após domingo, chá de panela após chá de panela, elas admiram presentes, recolhem fitas e papéis de embrulho e comem sanduíches e cupcakes enquanto usam vestidos em tons suaves e bebem champanhe. Mas, em meio a tanta comemoração, essas mulheres têm a própria vida para enfrentar. Com um senso de humor carregado, Jennifer Close nos faz reviver os tempos de emoção, desconcerto e “o que diabos estou fazendo com a minha vida?” do início da idade adulta. Passando por péssimos encontros familiares, viagens desastrosas e relacionamentos arruinados pela política ao mesmo tempo que outros começam em pet shops, Garotas de vestidos brancos nos leva para dentro de um círculo de amizade que, com perfeição, reúne alegrias e frustrações da vida moderna.

   Quando a idade vai chegando e você ainda não realizou seus objetivos de vida, tudo vai ficando muito decepcionante e desanimador. O objetivo dessas mulheres do livro é se casar, e através da narrativa sobre a busca incessante delas por um relacionamento duradouro é que vemos que Jennifer Close tem, sim, um grande talento para a escrita, mas está faltando algo... 
   Isabella está presa em um trabalho que odeia, Mary ama seu trabalho mas acredita que não é amada o suficiente em seu relacionamento e Lauren não sabe o que fazer em sua vida profissional e a amorosa é a pior de todas. 
   Essas três amigas se veem em um momento decisivo da vida, onde nada está bom e elas precisam sair da zona de conforto para conseguirem o que querem. Ver todos os seus outros amigos se casando não é lá muito animador, ainda mais quando seus próprios relacionamentos estão fadados ao fracasso. 
   No livro temos uma narrativa em terceira pessoa, que alterna entre a visão de Isabella, Mary, Lauren e, bom, a parte que mais me irritou durante a leitura, entre muitas outras pessoas que estão envolvidas com a vida delas. Então, de vez em quando aparecia um capítulo onde eu simplesmente começava a ler e não entendia nada. Sabe aquele começo de toda leitura, um tanto quanto vagaroso, onde as coisas vão se esclarecendo aos poucos pois é quando você conhece o personagem principal? Então, parecia que a cada novo capítulo isso acontecia novamente. E isso foi, na minha opinião, um erro de Jennifer, porque prejudicou e muito o andamento da leitura. 
   Aos poucos fui me envolvendo na história das amigas, mas o meu ritmo de leitura foi ficando cada vez mais lento porque a história já não me dava tanta vontade de ler. Sim, eu queria muito saber o que aconteceria com as amigas, queria saber se no final elas encontrariam o que as faria felizes, mas a leitura decepcionante foi deixando mais difícil. Eu persisti e no final me decepcionei um pouco mais com o desfecho de cada personagem.

   Isabella é a personagem melhor construída nessa história, é a mais cativante e a que fiquei mais empolgada para acompanhar a trajetória, já Mary e Lauren são pouquíssimo aprofundadas, não me envolvi com nenhuma delas já que mal as conhecia. Acredito que Jennifer Close não soube como apresentar as três personagens de forma igual, fazer os leitores se envolverem com as três e torcerem pelas amigas de forma equivalente. Exemplo disso é o próprio romance de Mary, que apareceu tão pouco durante a história que ficou bem difícil torcer pelo casal... 
   Talvez se a autora tivesse deixado para narrar pelo ponto de vista de somente as três personagens, sem acrescentar todas as outras que não fizeram diferença alguma e só atrapalharam, tudo teria sido melhor. Digo isso principalmente porque a narrativa em si da Jennifer Close não é ruim, ela sabe provocar algumas risadas, sabe escrever de forma bacana, mas a confusão durante o entrelaçamento das histórias não deixou eu me encantar por esse livro. 
   Comecei a leitura esperando um chick-lit divertido para me tirar da ressaca literária, infelizmente não encontrei o que queria e me decepcionei com a história em alguns pontos. Garotas de vestido branco não funcionou para mim, mas vi algumas resenhas positivas por aí, então para essas pessoas acredito que tenha convencido e tenha sido uma boa leitura e é isso que desejo para a leitura de vocês, caso decidam dar uma chance (o que eu incentivo totalmente! Nada melhor do que nós mesmos tirarmos nossas experiências e provas reais, não é?). 
   Sinto necessidade de finalizar dando os parabéns pela edição lindíssima da Bertrand! Quando recebi o livro mal acreditei nessa boniteza toda. Arrasaram, né?! 


16 comentários:

  1. Olá, Kathleen.
    Quando comecei a ler imaginei que seria um chick-lit bem leve, mas depois das coisas que você falou sobre o livro, acho que não me interessei em ler. É uma pena porque parecia ser bom. Quem sabe mais para frente eu leia, mas no momento não fiquei com vontade de ler.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sil!
      Super te encorajo a ler mais tarde, então! Nada melhor do que nós mesmos tirarmos a prova real, né? Pode ser que eu tenha lido em um momento não muito adequado para esse tipo de livro.. não sei, espero que se você ler, ele te dê outra experiência, mais satisfatória! Beijão

      Excluir
  2. Oi Kathleen, tudo bem?

    Eu não li ainda, mas confesso que tinha uma impressão diferente dele. A capa é linda, talvez eu leia e tire minhas conclusões, mas acho bom alinhar minhas expectativas!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi!
      Acho uma ótima ideia você ler e ter sua própria experiência! Não vá com muitas expectativas mesmo porque é muito melhor sermos surpreendidos por uma leitura ótima que não esperávamos do que nos decepcionarmos com o livro... não é? Beijosss

      Excluir
  3. Oiee que pena que a leitura não foi tão boa assim... eu não conhecia o livro e infelizmente não despertei uma vontade de le-lo.. quem sabe mais na frente...

    Bjs

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii,Jani!
      Espero que consiga ler mais para frente e que goste do livro!
      Beijosss

      Excluir
  4. Oie, tudo bem?
    Primeira vez por aqui. =)
    Gostei da premissa do livro, parece ser interessante. Gosto de livros mais leves assim pra passar o tempo. ♥
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Priih! Seja muito bem-vinda!!
      Que bom que gostou da premissa, leia e venha me contar o que achou ;)
      Beijosss

      Excluir
  5. Oi Kathleen!
    Eu gosto de chick lit, mas pelo que você contou esse livro é bem diferente do que parece. Também não curto muito leituras mais lentas, dá vontade de desistir mesmo.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Sora!
      Pois é, dá um desânimo, né? /:
      Beijão

      Excluir
  6. Que pena que não curtiu K.
    Primeira vez que ouço falar deste livro e vou tentar dar uma chance pra ele.

    Beijinhos,
    www.auniversitaria.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Ray! Isso!! Ótima ideia ;)
      Dê uma chance e venha me contar o que achasse, pode ser??
      Beijosss

      Excluir
  7. Oi Kathleen!
    Adorei a edição e a sinopse até que me chamou a atenção, mas uma pena que ele não fluiu bem. Leituras lentas não me prendem também, então acho que pra mim não daria muito certo, até porque estou em uma fase que estou largando todos os livros que começo, então tenho que encontrar algo que realmente me prenda...
    Beijinhos!
    www.blogleituravirtual.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, Marina! Nossa, então você me entende! hahahah eu estou nessa mesma fase, está sendo péssimo porque são poucos os que estou conseguindo levar adiante, não sei se a culpa está nas narrativas ou em mim mesma... talvez seja uma fase, e espero que acabe logo SOS!! hahah
      Beijãao

      Excluir
  8. Oi Kath!
    Eu entendo suas frustrações literárias. As vezes uma leitura realmente não funciona para gente. Adorei como você deixou isso claro na sua resenha, que essa é a sua opinião e que as pessoas precisam experimentar por elas a leitura. Tem um livro um pouco parecido que eu li, sobre três amigas e envolvi casamento, idade e realizações, se chama A Caça de Harry Winston (acho que escrevi certo) é da mesma autora do Diabo Veste Prada. Talvez você goste mais :)

    beijos
    Psicose da Nina | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nina!
      Ah, que bom que você gostou disso, realmente me preocupei com esse detalhe porque isso é muito da nossa experiência com o livro, né? Pode ser que você goste e eu jamais gostaria de te influenciar a não ler um livro que talvez seja um dos melhores da sua vida... nunca se sabe, né? hahaha
      E muitíssimo obrigada pela indicação, não conhecia o livro e estou indo atrás dele agora mesmo, obrigadaaa <3
      Beijosss

      Excluir

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover