Logo



Posts Recentes



02 dezembro 2016

As vezes as coisas precisam mudar...

Foto: Reprodução

   Por muitas vezes me senti incomodada com a rotina. Sempre o mesmo lugar no ônibus, sempre o mesmo café da manhã, as mesmas pessoas para dizer "bom dia", sempre o mesmo trajeto, a mesma playlist. Mesma rotina nas aulas, no trabalho no laboratório, nas reuniões numerosas e extensas.
   No fim do dia vem o cansaço, e com essa fórmula tão pronta de rotina parece que conforme passam os dias, a exaustão se acumula. É então quando percebemos que as coisas precisam se alterar.
   Apesar de me sentir incomodada com tudo isso, nunca fui a pessoa que toma as iniciativas para mudar. A verdade é que apesar de não gostar da rotina, ela me conforta, de alguma forma. E algo me fazer sentir acomodada pode ser a pior coisa: eu acabo ficando estagnada. Não mudo. Não vou atrás de algo que possa me deixar mais feliz.
   Ainda bem que certos momentos e acontecimentos da nossa vida nos fazem acordar e enxergar que as coisas podem ser melhores. Que, na verdade, eu posso escolher banana com aveia no café da manhã ao invés do tão habitual achocolatado. Que eu posso sentar nos bancos de trás do ônibus e me sentir confortável mesmo assim. Que mudar de música é sempre bom. E que eu posso fazer uma diferença, mesmo que pequena, em qualquer parte do dia que possa parecer chata.
   Mudanças. Elas que se fazem necessárias nas nossas vidas de vez em quando. Novos ares sempre possuem a possibilidade de renovadas chances de sorrir, novas oportunidades, portas diferentes se abrindo... E esse é um período de mudanças para mim!
   Nos últimos meses me senti muito descontente com muitas partes da minha vida, e sim, estou fazendo desse post uma espécie de desabafo também, porque sei que alguém pode estar passando por esse mesmo momento agora mesmo. Já fiz um post sobre medos e já disse que são eles que me atrapalham. Mas estou devagar, e a ideia de parar o processo nem se quer passa pela minha cabeça.
   Uma das coisas que mais amo nesse mundo é escrever. Durante uma reflexão nessas dinâmicas de fim de ano eu percebi o quanto isso me faz falta. Sei muito bem que um grande fator que me faz desistir de fazer o que amo é a correria do dia-a-dia, é a falta de tempo... mas será que não é porque eu acabo gastando tempo demais com coisas que não gosto de fazer? É isso mesmo que quero pra mim?
   Pensando nessas coisas, venho aqui dizer que vamos ter mais mudanças e uma delas, que se faz presente na minha listinha, diz respeito ao Vida em Marte, meu refúgio a muitos anos.
   Ultimamente ando descontente com o formato que o blog tomou. Com certeza 2016 foi um dos anos mais especiais porque crescemos e muito, principalmente quando falo sobre minha relação com as editoras parceiras. Mas o formato aqui do blog passou a deixar de ser dinâmico. O Vida em Marte nunca teve pretensão de ser apenas um banco de resenhas. Não. Isso aqui é minha casa, meu refúgio, minha vida, e é minha singela maneira de entrar em contato com vocês e compartilhar experiências. É justamente isso que está faltando no momento.
   Sendo assim, digo pra vocês, meus amados, que a partir de hoje nosso blog vai mudar. Vou tirar o pó e as teias de aranha das outras categorias do blog que andam abandonadas. Vou voltar à ativa e dessa vez mais do que nunca.
   E como um pouco de rotina não faz mal algum, dessa vez teremos dias fixos de postagem: toda segunda, quarta e sexta um post novo no blog, com posts esporádicos durante o final de semana e os dedos cruzados para que isso dê certo e me permita postar, mais futuramente, durante todos os dias.
   Deixo, por fim, meu muito obrigada pra todos que continuam acompanhando minhas mudanças ao longo desses anos, sem o apoio do blog sei que tudo seria muito diferente. Obrigada por fazerem parte desse meu escape, e continuem por aqui, vamos juntos superando sempre <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover