Logo



Posts Recentes



06 junho 2016

A Mulher Incrível - Alexandre Petillo

   Existem alguns tipos de mulheres que você vai encontrar na vida. Têm aquelas que te fazem enlouquecer por uma noite. Têm aquelas que vão chegar e vão te fazer esquecer todas as outras. Têm também aquelas que você acredita que quer passar a vida toda ao lado delas. E, ainda, aquelas que você realmente vai ter certeza que vai passar a vida toda lado a lado. E têm as mulheres incríveis. É sobre essas mulheres que Alexandre Petillo escreve seus textos, que viralizaram nas redes sociais, com centenas de milhares de compartilhamentos a cada nova história.

                          Uma coisa é certa: Você vai conhecer a mulher incrível. E vai perdê-la. 
   Em meio a 35 contos, Alexandre conta ao seu leitor sua melhor visão de uma mulher incrível, mas, antes que nos sintamos ofendidas por talvez não nos encaixarmos em algumas características da mulher incrível do livro, devo dizer que aqui não conhecemos apenas uma mulher incrível, conhecemos várias. E é aí que mora a beleza desse livro, você vai se identificar com pelo menos uma característica dessas mulheres, e perceber o que (talvez) o autor tenha querido passar com essas histórias: você é incrível.
   Com sátiras e grandes referências a ícones pop, o livro sabe divertir muito bem o leitor, e o melhor de tudo: ele faz uma verdadeira ode à mulher, ou melhor, às mulheres.
   A cada conto conhecemos uma mulher diferente, com características diferentes, em histórias diversas, e é a partir de uma narrativa leve, descontraída, que Alexandre fala sobre amores, desamores, aventuras... Com essa pegada bastante cotidiana é impossível não se deliciar com os pequenos contos do livro.
   Ah, e falando em se deliciar, foi exatamente isso que eu fiz com os olhos assim que recebi o livro da Editora Belas-Letras. Gente, que beleza toda é essa? Fiquei no chão com tanta dedicação, de verdade. O livro é cheio de ilustrações e letterings maravilhosos durante todos os capítulos, é de um cuidado tão enorme que fiquei encantada. Só quis observar por um bom tempo.
   O que foi realmente hilário foi ver o homem como uma figura vulnerável, como sexo frágil, o que falta nos livros por aí. Vemos um homem que não conhecemos, sem nome, que sofre, chora, se desespera e faz loucuras por uma paixão. E isso, além de render boas e muitas risadas, desconstrói toda aquela falsa imagem de que homens não ligam pro amor.
   Esse livro, com toda certeza seria ótimo para um dia tranquilo, na cafeteria e um som de jazz ao fundo.

   Ah e se o livro na verdade trata de um diário aberto e publico do autor? Isso nós podemos nunca saber.

"Quando se perde uma mulher incrível, não é só uma derrota, é uma vida. Ela vai arrancar suas vísceras afetivas e mesmo assim você não vai deixar de sonhar com ela. As minhas vísceras ela arrancou via telefone, na chamada mais dolorosa que já ouvi. Fiquei um bom tempo sentado na calçada, telefone desligado, amaldiçoando a sorte e Graham Bell."



4 comentários:

  1. Oi, Kath!
    Eu estou apaixonada por essa capa e essa diagramação. Lindas demais *-*
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Querida Kath, sinto-me no dever de te informar que é uma pessoa muito má hahahaha
    Estou em contenção de gastos e você fica criando essas resenhas maravilhosas de livros que parecem ser perfeitos!
    Só digo uma coisa: já quero! hahahahahahahaha
    Sinto que vou adorar.
    Beijão!
    www.blogleituravirtual.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahahha você sabe que eu faço isso por amor, Marina <3 até porque, vamos ser sinceras, tenho todo o direito de fazer isso com você já que existe uma recíproca muito grande nessa história toda! hahahah
      Beijosss

      Excluir

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover