Logo



Posts Recentes



26 março 2016

Afterlife - Leandro Zapata


    Sabe aquelas resenhas que você nem sabe por onde começar? Pois então, esse é um dos casos.
Afterlife é um livro singelo em muitos aspectos e me conquistou cada vez mais a cada página lida. Sou orgulhosa em poder dizer que fui uma das primeiras leitoras (e por que não "fãs"?) desse livro.
   Leornard Ross é um adolescente tímido, calado, que vê seu mundo mudar radicalmente depois de uma noite de saída com os amigos e a namorada. Em um momento de descontração, o grupo se vê diante de um assaltante armado, que não só pede seus bens materiais, mas que exige algo que Leonard jamais permitiria que fosse levado: sua amada Elena.
   Depois de uma luta corporal e um tiro ensurdecedor, Leornard vê sua namorada em seus braços, sangrando, sem vida. Em um momento, tudo para, literalmente, e as únicas pessoas capazes de se mover são ele e um homem misterioso, em um terno com risca de giz, sem olhos nas órbitas e os pés descalços. Esse homem se apresenta como a própria Morte. E ele tem planos para Leornard.
   Dar sua vida em troca da namorada não foi algo difícil para o mocinho fazer, já que a amava tanto e jamais conseguiria viver em um mundo sem Elena. E é a partir de sua morte que Ross inicia sua jornada para o que quer que for que a Morte precise dele. Acompanhado de uma fadinha muito rabugenta, ele se vê na Cidade de Prata, ou Paraíso, como vocês preferirem, e segue em frente com a promessa de que um dia voltaria para os braços de Elena.
   Longe de ser uma jornada fácil de realizar, em pouco tempo Leonard percebe que não só terá que aprender a lidar com a fadinha teimosa e ranzinza que se esconde em seu bolso, fingir que não se lembra de sua vida terrena, encontrar A Morte e pensar em um jeito de voltar para a vida, como também perceberá que o Paraíso não é bem isso que o nome diz.
   Uma Segunda Guerra Celestial está começando e Leonard é o único que detém a arma que pode acabar com o "lado" que provocou a Guerra, aqueles com quem os anjos lutam, os inimigos de Deus, os invasores do Paraíso, os Filhos do Abismo. Não é a toa que ele se torna alvo tanto dos Anjos, que querem saber qual é o segredo dessa arma que, como nenhuma outra, consegue matar o inimigo, como também dos próprios Filhos do Abismo, que não querem que a arma caia nas mãos dos seres celestiais.
   Leornard encarna um verdadeiro herói durante toda a trama, mesmo com toda a sua inexperiência. E é impossível não torcer a cada página para que ele consiga cumprir sua promessa e voltar para os braços de sua amada, custe o que custar. Em certo ponto a determinação do mocinho me lembrou muito um outro herói que foi até os confins do mundo inferior para trazer sua amada de volta: Orfeu, o eterno apaixonado por Eurídice.
   Em uma história envolvente cheia de mitologias de todos os cantos do mundo, magia e seres fantásticos e até mesmo bíblicos, Leandro Zapata mostra todo o seu talento. A trama é muito bem amarrada e consegue finalizar sem nenhum furo, mas com um engate perfeito, se me permitem dizer, para um próximo livro (que vai sair, sim!).
   Mais uma vez apostei minhas fichas na literatura nacional e não poderia sair mais contente com uma história muito bem escrita e seus personagens incríveis. Foi uma aventura e tanto, com ação do começo ao fim.
   Em capítulos alternados entre multi narradores-personagens, conseguimos conhecer melhor a história de cada um deles e nos ligar de maneira especial aos personagens. São muitos, isso posso dizer, mas em momento algum você  vai se sentir perdido.
   E se prepare porque você não vai ter tempo para descansar (e nem vai querer!), são acontecimentos atrás de acontecimentos que formam uma grande teia, e aos poucos a gente vai entender do que se trata tudo, o que é essa Guerra, qual é todo o histórico... e ah, qual é o propósito que a Morte tem para com Leonard.... Essa é uma pergunta fundamental e que fica pinicando na cabeça durante a leitura.
   É impossível, durante todo o livro, não se perguntar até onde nós mesmos iríamos por amor. A resposta não é simples e, talvez, para realmente sabermos, só passando por situações adversas. Mas, de uma coisa temos certeza: Leonard está disposto à tudo e vai pra qualquer lugar por Elena.
E o mais especial, eu ainda não contei! O Leandro me convidou para escrever minha opinião sobre o livro na contracapa, imaginem se não fiquei feliz demais ao ver o meu nome e o do Vida em Marte na versão impressa!! *O* Muito obrigada pela experiência, Leandro, espero que muitos ainda possam ler esse livro incrível, sucesso!

18 comentários:

  1. OI Kat! Eu tinha visto a foto do livro no Insta e estava querendo saber mais sobre o livro, eu achei a trama muito interessante e bela. Eu adoraria ler, pois histórias de amor assim são épicas. E que capa linda.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois então, Cida! O Leandro conseguiu criar uma história muito boa mesmo... por favor, tente ler, acho que vais gostar!
      Beijoss

      Excluir
  2. Meu Deus!!! Que livro é esse??? Já quero hahahahaha
    Parece maravilhoso, o tipo de livro que eu adoro! Com certeza vou ler!
    Beijoo
    http://www.blogleituravirtual.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahhahah é maravilhoso mesmo, Marina, sem exageros hahaha
      Me conta quando ler!
      Beijoss

      Excluir
  3. Oi, Kat!
    Gente, que livro! Amei a premissa dele. Com certeza, eu vou ler sem pestanejar.
    Imagino que você deve estar ansiosa pela continuação.
    Adorei essa capa. Muito linda.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahhaha ai, me conta assim que ler, Luiza, por favor!
      Beijoss

      Excluir
  4. Não conhecia este livro, mas fique super curiosa ao ler sua resenha.
    O livro sem dúvidas é destes que nos prendem a atenção.
    E que honra ser convidada a escrever na contra capa do livro hein! Parabéns.

    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha Imagina como eu fiquei feliz, Silvânia!
      Foi uma honra e tanto mesmo...
      Beijoss

      Excluir
  5. Gostei demais da sua resenha!!!

    www.apequenaka.com

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro mas achei a história super diferente!
    Você falar de uma fadinha escondida no bolso deve me fez lembrar na hora de Zelda. Hahahah

    Um beijo,
    Giulia | www.1livro1filme.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahahahhaha eu não me surpreenderia se a inspiração pra fadinha tivesse vindo disso mesmo, Giulia!
      Beijoss

      Excluir

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover