Logo



Posts Recentes



07 fevereiro 2016

O Jogo da Morte - Ursula Poznanski

    
  
   Em uma escola de Londres, Erebos, um misterioso jogo de computador, é a nova sensação entre os alunos. Cópias piratas circulam de forma clandestina, aumentando assim o número de fãs e a mítica do game. Mas as regras de Erebos são extremamente rígidas. Cada pessoa tem apenas uma oportunidade e deve jogar sempre sozinha, não comentando com ninguém. 
   Quem viola essas instruções ou deixa de cumprir suas missões é eliminado e não pode iniciar outro jogo. O mais estranho, no entanto, é que Erebos impõe missões a serem realizadas não no mundo virtual, mas no real. Como se não bastasse, Erebos parece saber bastante sobre seus jogadores e começa a manipular suas vidas. Logo chega a vez de Nick receber sua cópia, Aos 16 anos, o rapaz se torna obcecado pelo game. Até que recebe uma ordem impensável. Ao se recusar, o menino é banido. E passa a tentar descobrir mais sobre o Erebos, em um outro, mas nem por isso menos perigoso, jogo de gato e rato. Ficção e realidade se confundem de maneira intrigante... Quem será o vencedor?
   A sinopse resume bem o livro, que é narrado em terceira pessoa e acompanha Nick Dunmore, um adolescente londrino. Nick percebe que as pessoas da sua escola começam a agir de maneira estranha após receberem um pacote com um CD dentro, inclusive Colin, um de seus melhores amigos. Curioso para saber do que se trata o tal CD ele pergunta para seus colegas sobre, mas tudo que recebe como resposta é que o segredo não pode ser revelado pra quem está fora do jogo.
     Até que Nick recebe o presente e começa a jogar. Ele fica viciado e, sem perceber, começa a agir estranho como os seus colegas. Quem percebe isso é seu outro amigo, Jamie, que se recusa a entrar no jogo e vê que Erebos esconde algo maligno.
     Certo dia, Nick recebe uma missão cruel e se recusa a cumpri-la. Como consequência, é eliminado do jogo. Fora desse mundo, ele começa a ver a coisa com outros olhos, percebendo as intenções das missões e as possíveis consequências que elas trariam. Após seu amigo Jamie ir parar no hospital por causa de um acidente que ele associa ao Erebos, Nick passa a procurar saber mais sobre o jogo e com a ajuda de alguns outros amigos, começa a ir atrás de pistas e a tentar entender a real intenção por trás daquilo tudo. O que eles descobrem é um objetivo terrível e tentam, mais que tudo, impedir que ele se concretize.
     Eu não conhecia o livro até umas três semanas atrás, quando a minha namorada me mostrou numa livraria. Depois de ler a sinopse, fiquei obcecado e queria lê-lo de qualquer maneira. Passei uma semana pensando em comprá-lo até que finalmente o fiz. Lendo, fiquei vidrado. Lia um capítulo atrás do outro sem querer parar. Lia no trabalho, em casa, na casa dela...
     Acho que a minha familiarização com jogos de RPG ajudaram no quesito de "ir com a cara do livro". A curiosidade de como seria um jogo em que se pudesse fazer missões reais, que se relacionasse com os jogadores e fazer os jogadores se relacionarem entre si na vida real foi grande (inclusive, as partes que descreviam Nick jogando Erebos eram as minhas preferidas). Ao ler o livro, fiquei o tempo todo imaginando como a autora iria explicar o game de uma forma que não ficasse fantasiosa demais, de um jeito que pudesse ser explicado no mundo de hoje e não consegui pensar numa explicação plausível. Mas a autora me surpreendeu, o final do livro e a explicação foram muito bem pensados. Além disso, o final teve uma parte muito emocionante também. Um dos melhores livros e um dos melhores finais que eu já li.
     A autora eu também não conhecia. Ursula Poznanski é austríaca, nascida em Viena. Trabalha como redatora em uma editora de publicações de medicina desde 1996 e é escritora desde 2003. Seus livros mais conhecidos são "O Jogo da Morte" - que eu saiba, o único lançado no Brasil - e "Saeculum".
     Primeiro ponto negativo: o nome original do livro é "Erebos" e eu não sei por que eles alteraram o nome tanto assim. Alguns podem falar que é pelo marketing, pra chamar mais atenção e tal, mas, sinceramente, eu prefiro - salvo alguns casos em que a tradução livre não seria entendida aqui no Brasil - uma tradução quase que ao pé da letra.
    Segundo ponto negativo: MUITOS ERROS DE PORTUGUÊS. Sério, me assustei com tantos erros. De ortografia, pontuação, concordância, de estética, acho que até de tradução. Erros que deixam a leitura confusa, pois algumas vezes eu tive que ler umas 4 vezes pra entender qual personagem estava falando. Fico surpreso que um livro de uma editora que deve ter vários revisores (se não tem, deveria ter) tenha tantos erros assim. Passei boa parte da minha leitura tirando fotos desses erros para mandar pra Record.
     Mas, apesar disso, recomendo a leitura a todos, principalmente aos que curtem jogos de RPG.

Post pelo colaborador: João Victor Krüger

29 comentários:

  1. Não conhecia, mas adorei a resenha, confesso que o último ponto negativo me deixou receosa pra começar a leitura :* Bjos

    http://a-cacheada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Angela

      Muito obrigado hahaha. Olha, realmente é meio chato ler com erros, mas a história vale a pena, não vais se arrepender.

      Beeijos.

      Excluir
  2. É a segunda resenha que eu vejo falando dos erros :( :( isso é mt chato né?


    www.apequenaka.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Karoline

      Sim, é muito chato e realmente é uma coisa que chama a atenção, então é um assunto que não pode ser deixado de lado hauhsuahs.

      Beijos.

      Excluir
  3. Oi, João!
    Sério que a revisão foi tão ruim assim? Realmente surpreendente, visto que o grupo Record não costuma apresentar falhas assim. Uma pena. No mais, gostei muito do enredo, achei curioso e bastante interessante. Ainda não li livros com abordagem em jogos.

    Beijão,
    Sofia - Lendo de Tudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sofia

      Siim, péssima, foram muitos erros. E agora eu to lendo outro livro da Record e também achei erros, acho que tão precisando de revisores urgentemente suahsuah. Também nunca tinha lido um livro com essa temática, então, se fores começar, acho uma boa começar por esse haha.

      Beijoss.

      Excluir
  4. É um livro que desde que vi na livraria também fiquei muito desejosa mas ainda não cheguei a comprar. Espero conseguir logo e me surpreender bastante.
    www.rumorandhorror.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Unshine

      Vou te dizer que vale a pena, espero que consigas comprá-lo o quanto antes shuahsuah.

      Beijos.

      Excluir
  5. Oooi! Tudo bem?

    Que capa legal. Pode não ter nada de mais, mas deixa um ar de mistério, né? Achei a história bem interessante, nunca li nada nesse estilo que envolve jogos e mistura ficção com realidade, acho que seria uma experiência diferente e que eu iria gostar. Também nunca li nada de autora austríaca, gosto de me aventurar nessas outras nacionalidades e fugir do óbvio, que todos conhecem. Muito obrigada pela dica, adorei a resenha! Eu concordo com você, prefiro traduções mais fieis e me dá raiva quando mudam demais ou quando sentem a necessidade de criar subtítulos, algo que julgo completamente desnecessário. Uma pena os erros de revisão, eles atrapalham muito a leitura mesmo, mas acho que darei uma chance mesmo assim, fiquei bem curiosa.

    Beijinhos, te espero lá no http://amendoasefelpices.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Amanda. Tudo bem sim, e contigo?

      Muito obrigado pelo elogio à resenha. A capa realmente foi um toque a mais, ela tem a cara do livro. Compartilhamos o mesmo sentimento quanto aos títulos e aos erros, uma verdadeira frustração. Mas acho que deves dar uma chance sim hahaha.

      Beijoss.

      Excluir
  6. Caraca que livro legal :3
    Parece bem a minha cara e lembrou um pouco do livro Jogador Número 1, do Ernest Cline (acho que pela temática gamer)
    A resenha está bem boa, me interessou bastante (mais pela resenha e pela capa do que pela sinopse). O nome original é mesmo beeeeem melhor, não sei que mania é essa que as editoras tem de trocar o título, muito chato isso ¬¬
    Agora, sobre os erros, realmente imperdoável! Minha versão de Maze Runner tem erros assim também e eu fiquei muito brava! Peguei em epub, achei que era problema com a versão e tal, mas o impresso também tem os mesmos erros (fora as traduções que foram bem ruins)
    Envia essas fotos p/ Record sim, super apoio! Eles já devem ter percebido a mancada, mas mesmo assim, faça! ;)
    Bjoo :**
    Nerd de Pijama

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carol

      Não conheço esse livro, mas vou dar uma olhada hahaha. Obrigado pelo elogio :P. Tenho o mesmo pensamento sobre o título e sobre os erros, realmente imperdoável. É uma frustração enorme pegar livros assim, né?
      Vou enviar, valeu pela força hsauhsuah ^^

      Beeijos.

      Excluir
  7. oi, oi.

    acho que não tem como odiar uma história que se passa em Londres, né? pelo menos comigo nao, pq sou apaixonado por aquela terrinha de meu Deus! <3

    a história me despertou super a curiosidade, pq eu nunca li nada que envolvesse jogo pelo o meio, sabe?! a capa tbm é uma belezura.

    parabéns pela resenha. me deixou curioso pelo desfecho da história.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Adriel

      A Kathleen também é apaixonada por lá, acho que vocês se dariam bem hsuahsuahs. Dá uma conferida no livro, acho que vais gostar, e a capa foi mesmo um ponto forte, muito boa. E obrigado pelo elogio.

      Abraços.

      Excluir
  8. Oi, Kathleen! Tudo bem? Ah, eu gosto bastante de jogos de RPG e amei essa capa! *---* Mas, sinceramente? Tô com medo de todos esses erros de português! :O

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tony Lucas. Não é a Kathleen, mas espero servir kkk.

      Se gostas, então esse livro não vai te decepcionar. Os erros assustam, mas acho que vale a pena, só espero que não se repitam em outros livros shuahusa.

      Abraços.

      Excluir
  9. como assim erros de português? alô alô editoras!!! mais atenção! quanto à história, que loucura hahahaha mas achei uma loucura bacana, curto um pouco de suspense ;) beeijos, Ja fomos legais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lorraine

      Né? Não entendo também. Mas a história é muito boa, vais gostar dela hahaha.

      Beijoos.

      Excluir
  10. Oi! Eu nem imaginava do que se tratava o livro a achei a premissa muito boa, com certeza vou tentar ler. Que pena esta questão da revisão/tradução, atrapalha bastante nossa leitura.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cida

      Tente ler, sim. É uma pena mesmo, mas, apesar dos erros, a história é boa, vale a pena.

      Beijos.

      Excluir
  11. Parece uma história realmente viciante kkkk ao menos deve parecer que vc está dentro de um jogo :D e isso é legal!!!!
    Agora os erros de português foram de matar, hein!

    ❥Blog: www.amigadelicada.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Amiga Delicada

      A história é viciante mesmo, não consegui largar o livro kk. Siim, foi assim que me senti, como se eu estivesse dentro do jogo suahsauh. E os erros me deixaram muito decepcionado, de verdade, só espero não pegar mais livros com tantos erros assim.

      Beijos.

      Excluir
  12. Olá, João Victor.
    Eu preciso desse livro. Nunca tinha visto falar dele até agora e já quero ler. Eu li um esses dias com uma premissa muito parecida, The Game e adorei, por isso acho que irei gostar. Já anotei nos desejados.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil

      Isso foi exatamente o que eu fiz. Depois de vê-lo já quis ler hsauhsua. Não conhecia esse livro, vou dar uma olhada também haha.

      Beijos.

      Excluir
  13. Não conhecíamos o livro, mas parece ser bem interessante. Já compramos livros com erros de ortografia e realmente atrapalha muito a leitura esses erros.


    Beijos



    http://www.onlyinspirations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Thaiane e Thalita

      Que bom que acharam o livro interessante hahaha. Pois é, acho um saco esses erros que passam despercebidos, o que tira um pouco da graça da leitura.

      Beijoss.

      Excluir
  14. Oi, João!
    Não sabia desse livro, mas fiquei interessada depois da sua resenha.
    Realmente, o povo aqui "traduzem" os títulos e fica uma coisa nada a ver. Eu tenho até uma coluna no blog por conta disso.
    Livros com erros me estressa e eu acabo logo não gostando da leitura.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luiza Helena

      Que bom que pude fazer alguém se interessar por um livro hahaha. Pois é, não sei o que dá pra traduzirem os títulos de forma tão bizarra. Tem tantos que eles mudam, mas que ficariam melhor se traduzissem ao pé da letra do original. Verdade, os erros acabam estragando um pouco a leitura, mas nesse caso não foi tanto hsuahsuha.

      Beeijos.

      Excluir
  15. Olá João!
    Nossa, meus parabéns pela resenha que fez, está incrível!
    O livro parece muito interessante e apesar dos pontos negativos que você citou, acho que muito em breve tentarei ler!! Até por se tratar de um tema mais comum hoje em dia, o modo como esses jogos acabam realmente afetando certas pessoas que ficam meio alienadas do mundo em que vivemos...

    Parabéns de novo!
    Beijo
    http://www.blogleituravirtual.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover