Logo



Posts Recentes



10 fevereiro 2015

Sobre fazer o que você ama


Sempre digo e posso afirmar ainda mais mil vezes que as músicas sempre nos fazem refletir, e como é maravilhoso que em certos momentos das nossas vidas, elas parecem ter sido feitas para nós, para aquela hora. Hoje eu estava ouvindo Phillip Phillips (em sua voz rouca de dar arrepios) enquanto pensava o quanto sinto saudade de certas coisas na minha vida. Foi quando abri a página do meu blog depois de tanto tempo. Nesse exato momento ele cantou: Settle down, it'll all be clear, don't pay no mind to the demons, they fill you with fear. The trouble it might drag you down, If you get lost, you can always be found (...) (Acalme-se, tudo vai ficar claro, não dê atenção aos demônios, eles enchem você de medo. A dificuldade pode trazer você para baixo, se você se perder, sempre poderá ser encontrada) E aquilo simplesmente se encaixou em tudo o que eu estava pensando naquele momento. 

Minha mãe me ensinou que se você faz o que ama, sempre vai se esforçar para que fique perfeito, você pode não conseguir alcançar a perfeição e isso é ainda melhor porque te incentiva a continuar fazendo aquilo que te dá tanta satisfação, e você faz com um sorriso no rosto, com vontade, com amor. 

Faz muitos anos, tantos que nem sei contar, que eu me apaixonei por escrever. Talvez isso estivesse em mim antes mesmo de eu perceber, talvez eu já tivesse isso dentro do meu coração nas vezes em que escolhia um livro grande pra ler, enquanto meus coleguinhas escolhiam histórias de ursinhos com mais imagens do que palavras, talvez eu já tivesse essa alma escritora nas vezes em que eu era barrada na biblioteca e não podia levar o livro porque "ele não era pra minha idade", simplesmente por ter palavras complicadas demais...essas vezes em que eu me escondia entre as prateleiras e devorava esses tais livros recreio por recreio. 

Desde que descobri esse amor eu não quis parar mais, escrevia sempre que podia, em todos os lugares possíveis, antes de ter um computador, escrevia com a máquina de escrever velha do meu pai, onde eu gastava milhares de folhas porque errava as palavras e não dava pra simplesmente apagar. 
Criei muitos blogs que hoje já nem existem mais, postava pra quase ninguém e mesmo assim eu sentia uma alegria enorme sempre que liberava algo nas minhas páginas com fundo rosa e cursor que soltava neve. Não faz tanto tempo que criei o Vida em Marte, mas ele foi o primeiro blog em que eu comecei a ter mais leitores, em que tudo começou a dar certo. E como eu vivia empolgada!

Eu poderia simplesmente escrever "Faça o que você ama" e acabar o texto por aqui.

A gente sempre espera muito pra poder realizar nossos sonhos, sempre deixa uma brecha para algum "demônio" (entendam isso como um empecilho) nos impedir de fazer o que amamos. Sim, porque fazer o que você ama trata de realizar o que você sonha. 

Resolvi dar ouvidos ao que eu sonho e parecia que meu coração gritava para que eu voltasse a escrever nas páginas em branco (metaforicamente, porque hoje só escrevo no computador). Eu não dava ouvidos e sempre deixava a tal brecha para as desculpas. Mas, isso não parecia certo. Não era. 

Mas, se você se perde, sempre pode ser achada. Certas coisas podem te deixar pra baixo, desmotivada, mas é importante demais ir atrás do que faz verdadeiramente seus olhos brilharem. 
É o amor que faz com que a motivação nasça, com que a garra apareça, com que a criatividade dê as caras, com que o ânimo se ascenda. Não dá pra esperar um dia específico chegar ou tal coisa acontecer para seguir o que você ama. Opte pelo agora! Se não tem recursos ou condições, o amor te fará conseguir tudo isso, se você não enxergar caminhos, não tarda até que você mesmo os abrirá, você pode dar as respostas, você pode fazer a escolha certa, você pode conquistar o que tanto sonha. É só dar chance para esse amor. Porque quando você dá ouvidos a tudo isso, essa chama de satisfação e motivação vai se manter acesa e sempre firme.

Gostaria de agradecer e dedicar esse post ao Phillip Phillips por me fazer acordar. 




4 comentários:

  1. Desmotivação sempre bate! Eu estava assim esses dias e me perguntando: o que eu estou fazendo da minha vida? Eu amo bloggar e esse amor é bem maior que qualquer tempo ruim, é isso! Seu texto me tocou. Beijos.

    http://www.garotasdejaneiro.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber que te tocou, Débora!
      Pois é, eu estava em um momento bem difícil, tive que deixar o blog pra segundo plano, mas por ser essa a minha grande paixão, não tive como deixar de voltar, você entende bem como é...
      Um grande beijo, obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Oi, tudo bem?
    Nossa, amei o seu post! Eu penso exatamente assim, acho que podemos nos perder sempre, mas se encontrar é essencial. Adorei o seu texto, muito bem construído.
    Beijos

    http://lumartinho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ah esse oi um bom texto, com um ótimo conselho, o meu blog já tem 3 anos, mais nem sempre teve mais que trinta seguidores, até que acabei tomando uma atitude ao levar meu pensamento: (Eu vou fazer isso dá certo!) ao pé da letra. Bjos :*

    http://agarotasecreta14.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover