Logo



Posts Recentes



24 fevereiro 2015

Resenha - Até eu te encontrar de Graciela Mayrink




"O quanto uma mudança de cidade pode afetar uma vida? Você acredita em alma gêmea? Como você se sentiria se não gostasse do grande amor da sua vida? É o que Flávia vai descobrir ao deixar Lavras, onde mora com os tios desde o acidente que matou seus pais, quando era criança. Aos dezoito anos, ela decide estudar Agronomia na Universidade Federal de Viçosa, trocando o sul de Minas pela Zona da Mata do mesmo Estado na esperança de uma "mudança de ares". Em sua nova vida, ela conhece Sônia, amiga de infância de sua mãe e agora sua vizinha, que lhe conta a história de sua família materna, até então desconhecida para Flávia. Embora o passado não seja sua maior preocupação, Flávia reluta em aceitar seu destino e ainda precisa superar uma paixão não correspondida pelo seu melhor amigo. Para se ver livre dessa rejeição, ela tenta atrair sua alma gêmea para Viçosa e descobre que o grande amor de sua vida é uma pessoa que ela não suporta."


Flávia vivia no campo com seus tios, desde que os pais faleceram em um acidente de carro a muitos anos atrás. Ela não imagina os motivos de seus tios não falarem muitos dos seus pais e de ela não ter tanto contato com a família por parte da mãe. Mas tudo muda quando se muda para Viçosa cursar Agronomia.
Talvez fosse o destino chamando, o acaso que na verdade surpreendeu, mas o que acontece é que Flávia está a poucos quilômetros de distância da cidade onde a mãe nasceu e poucos metros de uma pessoa que pode contar tudo que ela quer saber sobre seu passado. O que ela não espera é que tenha tantos segredos por trás de tudo. 

Em meio às descobertas sobre a família materna e sobre si mesma, Flávia se vê enfrentando as mesmas situações de um estudante universitário: provas, semanas de muito estudo, amizades novas, barzinho, pão de queijo da cantina e paixonite pelo veterano Felipe, que a salva do trote e vira seu grande amigo... 

No livro, temos contato com a Wicca e sua conexão com a natureza, os rituais e toda essa parte esotérica. Flávia está apaixonada por seu amigo Felipe e se vê desiludida com tudo isso, o que faz com que ela se interesse um pouco mais pelo passado da mãe e decida entrar nessa história de bruxaria.

O feitiço para atrair a alma gêmea foi feito, e agora? Será que a alma gêmea já chegou? O feitiço não deu certo? Por que Flávia sente tanta raiva pelo primo de Felipe, Luigi, recém chegado da Europa onde estava para consolar a mãe depois de uma grande perda, apesar dele sempre se mostrar tão simpático e prestativo? Por que ela sente que há coisas mais erradas ainda com Carla, a namorada de Luigi, que ultrapassam sua antipatia e seus atos mesquinhos e odiáveis?

Até eu te encontrar consegue misturar misticismo com aquele lado da história mais clichê, mais "normal", digamos assim, e faz isso muito bem. Talvez esse seja um dos maiores pontos positivos do livro. A existência e presença de bruxas não só é algo que a gente vai aceitando durante a narrativa, como vai acostumando com tudo aquilo. 

O livro é narrado em terceira pessoa e esse foi mais um dos pontos positivos. Com isso nós podemos ter uma visão de todos os personagens e não apenas da protagonista. Nos envolvemos com todos eles, e não são poucos, e temos a chance de conhecer a história de cada um. 

Mas, eu não cai de amores pelo livro de estreia da Graciela Mayrink. O livro acaba sendo muito maçante em certas partes, e até mesmo por eu saber como funciona a vida de universitário e estar tão dentro desse mundo, tem partes do livro que as vezes se mostram incoerentes demais. 
Flávia é uma menina linda, cabelos ruivos, olhos verdes, é simpática na maioria das vezes... mas, apesar de na faculdade eu saber que os amigos aparecem mesmo, parece que a Flávia tem uma facilidade surreal de fazer amizades. Não sei se isso acontece no mundo real com tanta frequência, mas parece que por mais que as palavras entre os personagens secundários e ela não tenham ultrapassados os 20 caracteres e ela não tenha sido a mais simpática das pessoas, eles PIMBA, viram melhores amigos. E isso me estranha muito. 

Além disso, acho que a narrativa passou lenta demais em algumas partes mais desnecessárias, e em outras ela precisou ser mais trabalhada. O livro é grande, a leitura, apesar de fácil, precisa de uma certa paciência porque a espera pelo ápice da história é contínua, só que demora para esse momento chegar. 

Durante minha leitura eu só conseguia pensar: "Ok, a história tá indo bem, to levando, mas cadê aquele momento em que o livro vai me arrebatar de vez? Cadê o acontecimento que vai tirar meu fôlego? Que vai fazer minha leitura valer a pena?". E eu posso dizer, pra uns esse momento não chega, pra mim chegou bem no fim. E não foi o acontecimento, foi mais um momento em que eu realmente fiquei interessada por tudo que estava acontecendo no livro. Mas aí, chegou o fim, e eu quis saber mais. O final foi abrupto e ficou faltando algo, eu precisava e merecia aquele fechamento imediato e não o epílogo que a autora fez, mostrando com quem cada um se casou e quantos filhos tiveram. 

O bom dessa narrativa é que o livro passa totalmente aqui no Brasil, ele cita cidadezinhas do interior de Minas, cita pães de queijo quentinhos da padaria, e tem personagens cativantes que sim, são do interior, sim, falam algumas gírias, e que são fantásticos, personagens como o Felipe, o qual você pode ver muito bem que é exatamente igual a um amigo da faculdade. Ou o Luigi, que lembra muito um outro amigo... e assim vai, o livro acaba nos prendendo de certa forma por essas características, por se tratar de um mundo tão nosso. 

Apesar dos pontos negativos, eu indico a leitura, mas apenas se você está despretensiosamente procurando um livro leve e que puxa pra chick lit, mas não venha cheio de expectativas porque ele pode decepcionar. É um livro simples, mas com bastante charme, é um misto de muitos sentimentos e faz com que a gente se sinta parte daquele mundo criado. Leia, mas leia sem motivos, leia sem esperanças de um livro arrebatador, porque, quem sabe, a experiência possa ser melhor do que a que eu tive. 


8 comentários:

  1. Eu estou louca para ler esse livro!!
    Tive a oportunidade de conversar com a autora, e ela é muito atenciosa^^
    Ainda não li nenhum chick lit e nem algo parecido, mas quero ler esse livro apesar dos pontos negativos apresentado por você.
    Parabéns pela resenha^^
    Estou seguindo teu blog já :)
    http://wwwleituraromantica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Bruna, na Bienal, eu soube que ela ia todos os dias no estande da editora pra conversar com os leitores e tal, achei super legal da parte dela.
      Se gostar da leitura, vem me contar!
      Beijos e seja bem vinda!

      Excluir
  2. Depois dessa resenha me deu vontade de ler esse livro rs Beijos Kath :*

    http://agarotasecreta14.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia e depois vem correndo contar o que achou, Ângela!
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Kathleen, tudo bem?
    Eu já tinha ouvido falar do livro da Graciela, mas quando li a sinopse, não me senti atraída por ele. Imaginei que seria tudo muito clichê e bobinho (a julgar também pela capa) e lendo sua resenha, percebi que tinha um pouco de razão.
    Eu também ficaria irritada com toda essa facilidade de ganhar novos melhores amigos, sou muito desconfiada hahaha
    Beijos e bom fim de semana ♥

    Thati Machado;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thati!
      Pois é, acabei me deparando com esses elementos do livro que me deixaram decepcionada, a capa mostra muito mas achei ela tão bonitinha que resolvi apostar hahaha não foi uma perda total de tempo, mas não virei fã do livro /:
      Beijos, querida!

      Excluir
  4. Parabéns pela resenha, muito explicativa e clara. Eu não leria esse livro, não consegui me sentir atraído pela história.

    Sucesso com o blog, abraços!
    www.acampamentodaleitura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo, Gleydson, eu ainda comprei sem nem prestar atenção na sinopse, foi daqueles que peguei na pressa e porque tava um preço bom hahaha faz parte.
      Beijos

      Excluir

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover