Logo



Posts Recentes



16 maio 2014

Um post de quem cansou de ficar quieta

 
Foto Reprodução: Bem Paraná

   Sei que os assuntos do meu blog não envolvem política de maneira alguma, muito menos futebol, nem greves e nem revoltas esquerdistas, mas, eu simplesmente cansei de ficar quieta.
   Em um blog com uma quantidade considerável de bons e assíduos leitores, acho bom me expressar e saber a opinião de quem me lê, debater um pouco o assunto porque, sinceramente, apesar de todo esse bafáfá, ninguém realmente senta e conversa.
   Hoje eu estava vendo meu Game of Thrones, visitando alguns blogs que gosto, descansando um pouco depois de um dia na faculdade... quando eu me deparo com uma postagem no facebook de uma garota muito querida que "conheci" aqui na blogosfera. No post ela fazia questionamentos que eu havia feito anteriormente em pensamento, questões que eu também havia pensado e não comentado com mais de uma ou duas pessoas.
Todos essas perguntas giravam em torno de um assunto. Vocês já podem imaginar do que se trata: a Copa no Brasil.
   Mas, calma, não precisa se revoltar antes de terminar de ler o post, dizer/pensar que já viu opiniões demais sobre isso e que tá cansado(a) de falar do assunto. Também estou cansada, vai por mim.
   Uma coisa que me pergunto desde o começo sobre esses tais protestos é por que eles não começaram muito antes. Dia 30 de Outubro de 2007 o Brasil foi escolhido como sede para a Copa de 2014. Isso mesmo, pessoal, 2007! Hoje chove comentários, opiniões, desculpas pra protestos do tipo "todos nós sabemos que o Brasil não tem dinheiro para bancar uma copa", mas, queridos,  já tínhamos consciência de que o Brasil seria sede nesse ano faz muito tempo, se todos sabíamos que não haveria condições, por que é que essas manifestações não começaram antes? Quando o tempo para reverter a situação era muito maior, quando o gasto absurdo com os estádios ainda não havia sido feito...? Se é uma verdade irrefutável, e eu concordo, o fato do Brasil não ter estrutura para bancar tal evento, por que as pessoas não saíram às ruas naquela época?
   Hoje, 28 dias antes de começar o tal evento, que pessoalmente eu não gosto e de maneira alguma defendo, as pessoas estão em uma onda de revolta e manifestação, uma minoria sai às ruas quebrando concessionárias, quebrando carros, quebrando patrimônio público (aliás, continuem assim, daqui a pouco o somatório do que andam quebrando dará pra construir uns dois estádios desses que nos custaram o olho da cara) sendo que, meus queridos, o gasto já foi feito, o que podemos fazer além de deixar acontecer, tentar aproveitar o PIB que os turistas trarão pra nós e, da próxima vez, não deixar que coisas assim aconteçam?   Vocês acham que, por acaso, impedindo a Copa, o orçamento espalhafatoso que foi dado aos estádios e às coberturas para o evento retornem aos cofres públicos? Sinto informar, mas isso não vai acontecer.
   O que vai acontecer se esses protestos continuarem é que os turistas ficarão com medo do Brasil, é que esse evento vai ser um total fracasso e todo o dinheiro que saiu dos nossos bolsos vai ser mais em vão ainda. Acontecerá que esse será um imenso demérito para o Brasil (já está sendo), não que eu me importe muito com o que vão pensar sobre o nosso país, afinal, aos olhos de muitos somos macacos, não é mesmo? Mas, uma economia gigantesca baseada em turismo, em relações de exportação e importação pode ser afetada com isso. Não sou economista nem nada, mas uma visão negativa vinda de outros paises sempre gera consequências.
   E agora, o que eu vejo é uma grande parte da população sem saber o que pensar, sem saber o que fazer. Como provocou a reflexão da minha conhecida: Eu devo torcer para o Brasil ou não? Torço para que ele ganhe e todo o gasto público seja esquecido? Torço para que ele perca e nem isso sirva de lição para o Governo? Torço para que o grande contingente de grevistas pare com isso porque pessoas estão morrendo por estarem sem polícia na rua? Torço para que eles continuem a fazer greve até conseguir o que querem? Para o que torcer, afinal?
   Sinceramente, não apoio greves, na MINHA humilde opinião quem sofre com tudo isso é o povo enquanto os governantes estão utilizando seus carros luxuosos, têm seus próprios seguranças, eles têm dinheiro para pagar atendimento médico, têm dinheiro para gastar em restaurantes enquanto nós dependemos do restaurante universitário, eles têm suas bibliotecas particulares enquanto nós não podemos ter acesso aos livros que vão nos ajudar nos estudos, eles têm tudo enquanto o povo sofre com as greves. O que eu sinto que sou no meio de tudo isso? Um boneco, uma massa de modelar, qualquer coisa bastante maleável, qualquer coisa que dê pra manobrar. Afinal, com essas greves, um lado parece nos alfinetar até que o outro se sinta incomodado o suficiente para os atender, um lado nos prejudica até que o outro resolva dar ouvidos aos nossos pedidos de socorro. Não é assim que acontece?
   Sei que se estão greveando é porque têm seus motivos, não estou contra os pedidos (se bem que alguns pareceram bastante absurdos ao meu ver), mas, gente, olha o quanto o povo paga por isso, estou desde o começo do semestre sem RU e BU, o gasto que eu estou tendo com almoço é absurdo, estou longe de ser rica, gasto tudo isso porque não estou tendo acesso ao almoço que nos deveria ser oferecido a R$1,50, multiplica os meus gastos (que ainda são poucos comparados ao de outras pessoas que comem mais) pelo total de alunos da UFSC, contando só o campus de Florianópolis, que é gigantesco, já dá uma boa quantia. Pensem no quanto tá difícil se manter assim. Os servidores de greve a quase dois meses e o que aconteceu até agora? NADA. Nada do Governo se mexer, nada resolvido até agora. E o que nos resta? Esperar até que um dos lados ceda, é o jeito, não é mesmo? A população acaba se deixando ser prejudicada, infelizmente parece não haver outra solução.
   Isso que não comentei das paralisações de onibus que tivemos não faz muito, ameaças de greve que ainda continuam, o transporte público deveria ser nosso direito e não moeda privada. Isso que não comentei a greve de servidores públicos também, creches e escolas sem aula. Isso que não cheguei a comentar as 7 pessoas que morreram em apenas 7 horas lá no nordeste, onde os policiais estão de greve. Não estou de modo algum querendo tirar o direito de fazerem greve, mas até quando vamos ter que ser os únicos a sofrer com isso? Até quando teremos de ser privados de nossos direitos com essas "disputas"?
    Não quero que pensem que estou do lado de um Governo infeliz que gasta bilhões para financiar um evento onde pessoas ficam correndo atrás de uma bola para acerta-la em um local delimitado por traves com uma rede. Não quero que pensem que eu estou contra aqueles que saem as ruas aclamando pelos nossos direitos. Estou contra coisas que prejudiquem a população, estou contra manifestações feitas sem reflexão, estou cansada de ver pessoas quebrando tudo só por quebrar, só pra dizer mais tarde que é um revolucionário, pessoas que acham que estão mudando o país para melhor depredando tudo desse jeito. Estou realmente cansada.
  Eu só desejo ver um fim positivo para tudo isso, estou me esforçando para não ser pessimista ao ver esse cenário. Gostaria que as pessoas parassem e pensassem, discutissem, ouvissem uns aos outros, pensassem nas consequências... Eu só queria um Governo que se importasse mais. Eu só queria um povo que se importasse mais.

  Enfim, queria desabafar um pouco, é um meio de dar minha opinião e eu espero realmente receber um retorno de quem lê, seja para discordar ou concordar comigo, preciso saber o que vocês veem em tudo isso, a ultima coisa que o Brasil precisa hoje é de cabeças não pensantes.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover