Logo



Posts Recentes



31 janeiro 2013

"E, na verdade, nada esconde essa minha timidez..."




   Deixar a timidez. Simples assim.
Não importava o plano, mas, a cada novo ano, essa era uma das minhas maiores metas.
Passar por mal-educada, gabola, fria, séria demais, eram alguns dos meus maiores traumas.
Eu sempre me sentia uma estranha no meio de grandes amigos, não importava há quanto tempo os conhecia. E eu queria acabar com isso. Só não sabia como.
   Falar num tom mais audível, sorrir mais, não me preocupar com o que pensam de mim...
-Tá bom, isso eu consigo - pensava.
Minha garganta doía, eu ria do que não deveria e não me reconhecia.
   Querer agradar a todos teve um preço alto a pagar: quando chegava em casa,
me sentia mal comigo mesma. Essa não era eu. E, mesmo assim, a timidez não pegou suas malas e nem #Partiu #AtormentarOutraPessoa.
   Descobri que não preciso ser querida por todos, amiga de todos, sorrir para todos.
   Tem tanta gente que não tem nada a nos acrescentar, ou que "o santo não bate",
ou que não tem muito assunto em comum ou vontade de compartilhar bons e maus momentos.
E não é porque não é amigo que é inimigo.
"Se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens" - Romanos 12:18.
   Minha companheira de todas as horas, resolveu ficar de vez. Eu a convidei.
Comprei até um banquinho pra ela. "Sente aqui, colega.".
Descobri que essa é mesmo uma característica minha e decidi não lutar contra ela
e buscar aprender a não deixar que essa tal de timidez me impeça de fazer o que preciso.
   Sim, é verdade que ela, às vezes, destrói a minha espontaneidade,
diminui minha capacidade de fazer amizades, espanta os meus possíveis pretendentes
e me faz sentir como uma intrusa, mas, é uma característica minha, talvez não genética, como a cor dos olhos, mas, talvez, levemente mutável, assim como a minha gargalhada.
Fazer o quê?!
Viver vai sempre exigir de mim respeito, sabedoria, coragem, amor ao próximo e muita fé em Deus.
E não é a timidez que vai impedir de fazer o que preciso, mas, a ausência de um desses cinco itens.
Desisto, então, de colocar "deixar de ser tímida" entre as metas para mais um novo ano.
Penso, então, em uma nova meta: Fazer o que acredito que Deus acha correto.

Já tenho um manual e vou tentar não deixar minha companheira atrapalhar.
"Fique aí quietinha, timidez. Quando eu acabar de fazer o que é certo por hoje,

a gente pede uma pizza e assiste F.R.I.E.N.D.S".
Feliz resolução de ano totalmente nova! 
                                                                          Por: Nathállia Freire - Xodó - Blogagem coletiva

5 comentários:

  1. Muito legal!!

    http://mysensesbepraised.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post, a Nathállia escreve muito bem!
    Beijos,
    isaloy.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o texto *-* A Nath realmente consegue passar a mensagem para o leitor.

    Beijos,
    www.lacodecetim.com

    ResponderExcluir
  4. Eu aqui de novo o/
    Amei o texto, eu odeio timidez.
    Beijos,
    isaloy.blogspot.com.br
    blog-pequenaprincesa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ameiii o post! realmente adorei! me sinto muito assim! =)
    Parabens pelo post!
    http://partirdeagora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário! sua opinião é muito importante aqui no Vida em Marte, vou ler e responder com carinho ;)

Pin It button on image hover